sábado, 17 de setembro de 2011

hoje, sei




sei


e hoje mais sei, senti na pele


passado o dia sózinha, sem seres, quaisquer que fossem intercedendo


senti-me abandonada, num mundo cheio de gente


e acendendo, mais uma cigarro, companhia minha,


um, mais de outros, mil, que acendi, hoje,


e rodopiando, nas minhas divações,


tremendo, dentro e fora


por aquilo que acrescento em mim, para apenas conseguir sentir mais um dia

e nos devaneios, meus, entendo que,

não importo a ninguém,

ninguém sente a falta minha


e o fumo, e mais, me fazem cair as lágrimas, por me sentir matando,

segundo, após segundo, aqui, onde me encontro vazia, sem fim ...


e por muito que busque, nem sei quem sou, mais,

perdi-me, eu sei,


mais uma vez ....


ferida, na Alma, me sinto,


porque aquilo que anseio, nada vem


e ninguém me quer, como eu quero,


nada sinto, no meu sangue


o que só na minha alma rebelde imagino

um amor dilacerante, arrebatador, inimaginável,
supreendente,


que me arrebate da minha solidão e atroz solidão


para que me sinta, 


apenas e em um segundo

gente ... 


2 comentários:

Luar disse...

Mana

O muito que te gosto, nada significa?
Para mim és gente, não te procures, tenta encontrar-te.
Sinto-te cada dia mais em dor e isso angustia-me.

Mil beijos

Luar disse...

Não sei de ti...que se passa?

Tarot de OSHO clik

Se gosta de ERVAS e ESPECIARIAS CLIK

Se lhe interessa a NOVA ERA Clik

sábado, 17 de setembro de 2011

hoje, sei




sei


e hoje mais sei, senti na pele


passado o dia sózinha, sem seres, quaisquer que fossem intercedendo


senti-me abandonada, num mundo cheio de gente


e acendendo, mais uma cigarro, companhia minha,


um, mais de outros, mil, que acendi, hoje,


e rodopiando, nas minhas divações,


tremendo, dentro e fora


por aquilo que acrescento em mim, para apenas conseguir sentir mais um dia

e nos devaneios, meus, entendo que,

não importo a ninguém,

ninguém sente a falta minha


e o fumo, e mais, me fazem cair as lágrimas, por me sentir matando,

segundo, após segundo, aqui, onde me encontro vazia, sem fim ...


e por muito que busque, nem sei quem sou, mais,

perdi-me, eu sei,


mais uma vez ....


ferida, na Alma, me sinto,


porque aquilo que anseio, nada vem


e ninguém me quer, como eu quero,


nada sinto, no meu sangue


o que só na minha alma rebelde imagino

um amor dilacerante, arrebatador, inimaginável,
supreendente,


que me arrebate da minha solidão e atroz solidão


para que me sinta, 


apenas e em um segundo

gente ... 


2 comentários:

Luar disse...

Mana

O muito que te gosto, nada significa?
Para mim és gente, não te procures, tenta encontrar-te.
Sinto-te cada dia mais em dor e isso angustia-me.

Mil beijos

Luar disse...

Não sei de ti...que se passa?

Caclule seu bioritmo - CLICK

TAROT DA CRUZ - Clik P/JOGAR

DIVULGANDO O LIVRO DE MARIA ALICE CERQUEIRA

Livro: "DOIS JOVENS EM BUSCA DA FELICIDADE " de uma amiga visite seu blog- clique na imagem

Livros grátis para download - todos os géneros

Blog Ebooks Grátis

Reflexão surpresa - clik

Reflexão surpresa - clik
de: SIMONE: Auto-ajuda

Acenda a sua vela

Acenda a sua vela
clik na imagem: