quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Voltar para casa

O SENTIR

Na dimensão física em que vivemos fomos treinados para considerar os sentimentos de modo subordinado à razão. Foram inúmeras as vezes que ouvimos ou dissemos que a razão vem primeiro e o coração depois. Fomos treinados para isso desde os tempos da Atlântida e a sociedade atual está assentada sobre a razão. Valorizamos e damos importância para aquilo que pode ser medido, provado, registrado, replicado.

Nada disso está errado, é apenas uma forma de ser que criamos para nós mesmos, como se tivéssemos feito uma longa viagem, conhecido outros lugares, alguns muito interessantes outros nem tanto, mas agora queremos voltar para casa. Queremos voltar para nosso ser genuíno que é essencialmente sábio. Queremos retornar para essa sabedoria, não por um chamado da mente, mas por um chamado do coração.

 
 
A maioria de nós nem consegue definir direito o que foi ou o que é esse desejo de voltar para casa, pois geralmente nem sabíamos que estávamos fora, em viagem. Por causa de nosso sistema de crenças muitas vezes confundimos esse chamado interior com uma “crise”, há aqueles que sentem essa situação como se fosse uma “crise espiritual” e de certo modo de fato é.

Essa viagem é nosso mundo mental, ou mundo da razão e a volta para casa é o mundo da sabedoria divina ou da intuição. O sentimento é canal ou o caminho que nos possibilita viajar da mente para a intuição.

Nós não somos apenas corpo, mente, emoção e alma. Esse conjunto de energias é apenas uma dimensão que criamos para que pudéssemos concretizar a experiência aqui na Terra. Todas as coisas envolvem a energia da vida biológica, física ou material, inclusive nascer e morrer, são instrumentos que criamos para possibilitar nossa viagem através de diversas vidas neste Planeta.

Nós somos energia DIVINA, nós somos energia criadora, nós somos sabedoria infinita. Somos SENTIMENTO PURO.

A sabedoria divina, é o que realmente somos. É uma nascente inesgotável que jorra em cada um de nós e em TODOS nós ao mesmo tempo.

Tudo o que desejamos vem desta fonte. Nela estão as respostas para todas as perguntas que temos, toda a felicidade que buscamos, todo o amor, toda a abundância que almejamos e todo equilíbrio (cura) que necessitamos. É uma energia interdimensional, portanto pode manifestar-se aqui na dimensão material, mas não é possível ir direto da mente para essa sabedoria, e aí entra o sentimento.

Não devemos confundir o sentimento com emoção mas podemos passar dele para o sentimento puro que é uma forma de consciência sensorial.

SENTIR quem você realmente é, uma experiência interdimensional e para acessar essa energia é necessário expandir a consciência de forma a abrir-se para o caminho que nos leva de volta para casa.

Todas as pessoas que desejarem podem fazê-lo, não precisa de nenhuma ajuda exterior ou “do alto”. No início, é preciso aprender a reconhecer o que vem da mente e o que vem da essência, o que vem de você e o que vem de fora, sem forçar, somente dando permissão para que esses sentimentos fluam até você. A intuição vai aflorando à medida que se começa a reconhecê-la e se afasta o medo de aceitar que VOCÊ é DEUS também e enfim, de assumir que você não é um pequeno humano buscando a divindade, mas que é uma parte de sabedoria divina vivendo uma experiência humana.

Texto de Valderes Maria Romera

Sem comentários:

Tarot de OSHO clik

Se gosta de ERVAS e ESPECIARIAS CLIK

Se lhe interessa a NOVA ERA Clik

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Voltar para casa

O SENTIR

Na dimensão física em que vivemos fomos treinados para considerar os sentimentos de modo subordinado à razão. Foram inúmeras as vezes que ouvimos ou dissemos que a razão vem primeiro e o coração depois. Fomos treinados para isso desde os tempos da Atlântida e a sociedade atual está assentada sobre a razão. Valorizamos e damos importância para aquilo que pode ser medido, provado, registrado, replicado.

Nada disso está errado, é apenas uma forma de ser que criamos para nós mesmos, como se tivéssemos feito uma longa viagem, conhecido outros lugares, alguns muito interessantes outros nem tanto, mas agora queremos voltar para casa. Queremos voltar para nosso ser genuíno que é essencialmente sábio. Queremos retornar para essa sabedoria, não por um chamado da mente, mas por um chamado do coração.

 
 
A maioria de nós nem consegue definir direito o que foi ou o que é esse desejo de voltar para casa, pois geralmente nem sabíamos que estávamos fora, em viagem. Por causa de nosso sistema de crenças muitas vezes confundimos esse chamado interior com uma “crise”, há aqueles que sentem essa situação como se fosse uma “crise espiritual” e de certo modo de fato é.

Essa viagem é nosso mundo mental, ou mundo da razão e a volta para casa é o mundo da sabedoria divina ou da intuição. O sentimento é canal ou o caminho que nos possibilita viajar da mente para a intuição.

Nós não somos apenas corpo, mente, emoção e alma. Esse conjunto de energias é apenas uma dimensão que criamos para que pudéssemos concretizar a experiência aqui na Terra. Todas as coisas envolvem a energia da vida biológica, física ou material, inclusive nascer e morrer, são instrumentos que criamos para possibilitar nossa viagem através de diversas vidas neste Planeta.

Nós somos energia DIVINA, nós somos energia criadora, nós somos sabedoria infinita. Somos SENTIMENTO PURO.

A sabedoria divina, é o que realmente somos. É uma nascente inesgotável que jorra em cada um de nós e em TODOS nós ao mesmo tempo.

Tudo o que desejamos vem desta fonte. Nela estão as respostas para todas as perguntas que temos, toda a felicidade que buscamos, todo o amor, toda a abundância que almejamos e todo equilíbrio (cura) que necessitamos. É uma energia interdimensional, portanto pode manifestar-se aqui na dimensão material, mas não é possível ir direto da mente para essa sabedoria, e aí entra o sentimento.

Não devemos confundir o sentimento com emoção mas podemos passar dele para o sentimento puro que é uma forma de consciência sensorial.

SENTIR quem você realmente é, uma experiência interdimensional e para acessar essa energia é necessário expandir a consciência de forma a abrir-se para o caminho que nos leva de volta para casa.

Todas as pessoas que desejarem podem fazê-lo, não precisa de nenhuma ajuda exterior ou “do alto”. No início, é preciso aprender a reconhecer o que vem da mente e o que vem da essência, o que vem de você e o que vem de fora, sem forçar, somente dando permissão para que esses sentimentos fluam até você. A intuição vai aflorando à medida que se começa a reconhecê-la e se afasta o medo de aceitar que VOCÊ é DEUS também e enfim, de assumir que você não é um pequeno humano buscando a divindade, mas que é uma parte de sabedoria divina vivendo uma experiência humana.

Texto de Valderes Maria Romera

Sem comentários:

Caclule seu bioritmo - CLICK

TAROT DA CRUZ - Clik P/JOGAR

DIVULGANDO O LIVRO DE MARIA ALICE CERQUEIRA

Livro: "DOIS JOVENS EM BUSCA DA FELICIDADE " de uma amiga visite seu blog- clique na imagem

Livros grátis para download - todos os géneros

Blog Ebooks Grátis

Reflexão surpresa - clik

Reflexão surpresa - clik
de: SIMONE: Auto-ajuda

Acenda a sua vela

Acenda a sua vela
clik na imagem: