quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O Material Seth





"Quando o servidor está pronto o serviço aparece.''

" Vocês criam sua própria realidade de acordo com suas crenças. A vocês pertence a energia criativa que constrói seu mundo. Não há limitações ao self além daquelas em que vocês acreditam".
 
" Seu meio-ambiente é o reflexo físico de seus pensamentos, emoções e crenças, tornado visível". (Seth)

Em 1963, a norte-americana Jane Roberts e seu marido Robert Butts estavam fazendo experimentos com um tabuleiro Ouija, quando uma personalidade que se denominou "Seth" começou a transmitir-lhes mensagens. Em pouco tempo, Jane estava facilmente entrando em transe e canalizando Seth.

Durante mais de 15 anos, por sugestão de Seth, eles devotaram todas as segundas e quartas-feiras a sessões privadas, em um total de mais de 1500 sessões. Jane também iniciou classes públicas nesse período, para auxiliar outras pessoas a explorar sua Percepção Extra-Sensorial (PES), e eventualmente começou a entrar em transe durante essas classes. As classes continuaram até 1975, quando Jane e Rob passaram a devotar tempo integral á transcrição das sessões com Seth e aos livros que delas resultaram.

As primeiras experiências de Jane foram originalmente publicadas no livro "The Seth Material" (1966), que já trazia o germe das idéias de Seth, as quais compõem um verdadeiro sistema filosófico / metafísico, posteriormente desenvolvido através de cerca de vinte volumes, sendo que sete destes foram ditados diretamente por Seth, e dois publicados postumamente por Robert Butts após o falecimento de Jane em 1984. Estes ensinamentos são atualmente conhecidos globalmente como "Material Seth" por seus estudiosos.
" Se você não gosta de seu mundo, então examine suas próprias expectativas sobre ele. Cada pensamento, de um modo ou de outro, é materializado por você. (...) Se vocês não estão satisfeitos com o estado de seu mundo, são vocês que precisam mudar, individual e coletivamente. Esta é a única forma de efetivar uma mudança." (Seth)

O Material Seth possui grande consistência lógica, e sua validação cresce a cada dia, enquanto milhares de pessoas em todo o mundo lêem e aplicam as idéias nele contidas em seu cotidiano e trocam experiências através de grupos de estudo e sites na internet. Os ensinamentos de Seth - que, embora estruturados em um padrão particular a Seth e Jane Roberts, ecoam aspectos do misticismo oriental e da física moderna - destacam-se igualmente por sua extrema originalidade, havendo influenciado, direta ou indiretamente, diversos escritores e filósofos da Nova Era como Richard Bach, Deepak Chopra, Fred Alan Wolf e Norman Friedman, entre outros.

Em seus livros, Seth discorre sobre inúmeros tópicos, abrangendo uma vasta gama de assuntos, desde o exame de experiências fora-do-corpo, vidas passadas e realidades alternativas, passando pelo estudo da natureza do tempo-espaço e da realidade física, e nossa capacidade de entendê-la e, principalmente, modificá-la.

" Você cria a sua própria realidade" é essencialmente o motto do Material Seth - cujo tema central e unificador pode ser denominado "Criação Consciente". Um dos principais postulados da criação consciente é o de que a consciência é primária, o que significa que toda a matéria - nossos cérebros, corpos e toda a realidade física - é criada e mantida por nossas consciências, individual e coletivamente.

Em outras palavras, nós vivemos em um universo consciente, que por definição contém ordens múltiplas de consciência, percepção, e memória que não estão limitadas somente aos seres humanos. Toda a matéria e energia contêm suas próprias e distintas gestaltes de consciência, desde as partículas subatômicas até planetas, galáxias e "Tudo o que Existe" ("All That Is", na expressão utilizada por Seth).

Segundo Seth, a consciência humana é mantida por um "self" original, ou alma, que existe simultaneamente "dentro" e "fora" da realidade física. Então nosso "eu-egóico", ou nosso sentido primário de identidade, sobrevive a morte física e continua a se desenvolver e a crescer em outras estruturas de consciência. O nosso universo físico familiar é somente uma entre infinitas estruturas de consciência. Nossas almas são por natureza multidimensionais, existindo em vários lugares e épocas, constantemente procurando novas experiências criativas.

A Material Seth se encontra em algum lugar entre a ciência e a religião, aproximando-se daquilo que se denomina de Filosofia Perene. Ela inclui aspectos das tradições místicas estabelecidas do Oriente e do Ocidente encontradas em escritos tais como o Tao Te Ching, o Bhagavad-Gita, o Livro Tibetano dos Mortos, a poesia de Rumi, a Cabala, e partes da Bíblia. Essas tradições sempre compreenderam que a experiência mística é a tradução de um estado de consciência transcendente, que não se limita aos 5 sentidos físicos. A principal diferença entre as idéias de Seth e as idéias encontradas na filosofia perene é o contexto cultural moderno e a linguagem atual do primeiro.

O Material Seth enfatiza a importância de termos nossas próprias experiências de expansão da consciência, ao invés de confiarmos cegamente nas experiências e palavras de terceiros. É só através da experiência pessoal que podemos identificar as muitas crenças e sistemas de crenças que abraçamos. Aprendendo como a nossa percepção, desejos, intenções, imaginação, expectativas, e as emoções filtradas pelos nossos sistema de crenças influenciam as nossas criações diariamente, podemos começar a entender as varias maneiras pelas quais nós criamos a nossa própria realidade.

Os ensinamentos de Seth são extremamente úteis no processo de identificar e trabalhar com nossas crenças. Desta forma, Seth nos lembra que somos todos co-criadores. Cada um de nós tem a responsabilidade de buscar respostas com a mente aberta, combinando o lado racional (cético) e o lado intuitivo (imaginativo), na busca de verdades pessoais. O seu rico corpo de trabalho oferece uma importante fundamentação conceitual e instrumentos que qualquer pessoa pode utilizar para explorar a natureza da realidade no contexto de suas próprias experiências.

Infelizmente, não é do nosso conhecimento que qualquer dos livros de Jane Roberts e Seth tenha sido editado em nosso país, apesar dos mesmos haverem vendido milhares de cópias nas décadas de 70 e 80 e continuarem em catálogo nos Estados Unidos, havendo sido traduzidos em diversas línguas. Esperamos que este breve artigo introdutório, e outros que venham a lhe seguir, possam despertar o interesse pelo Material Seth e contribuir para sua difusão.

Por: Silvia Rawicz

Sem comentários:

Tarot de OSHO clik

Se gosta de ERVAS e ESPECIARIAS CLIK

Se lhe interessa a NOVA ERA Clik

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O Material Seth





"Quando o servidor está pronto o serviço aparece.''

" Vocês criam sua própria realidade de acordo com suas crenças. A vocês pertence a energia criativa que constrói seu mundo. Não há limitações ao self além daquelas em que vocês acreditam".
 
" Seu meio-ambiente é o reflexo físico de seus pensamentos, emoções e crenças, tornado visível". (Seth)

Em 1963, a norte-americana Jane Roberts e seu marido Robert Butts estavam fazendo experimentos com um tabuleiro Ouija, quando uma personalidade que se denominou "Seth" começou a transmitir-lhes mensagens. Em pouco tempo, Jane estava facilmente entrando em transe e canalizando Seth.

Durante mais de 15 anos, por sugestão de Seth, eles devotaram todas as segundas e quartas-feiras a sessões privadas, em um total de mais de 1500 sessões. Jane também iniciou classes públicas nesse período, para auxiliar outras pessoas a explorar sua Percepção Extra-Sensorial (PES), e eventualmente começou a entrar em transe durante essas classes. As classes continuaram até 1975, quando Jane e Rob passaram a devotar tempo integral á transcrição das sessões com Seth e aos livros que delas resultaram.

As primeiras experiências de Jane foram originalmente publicadas no livro "The Seth Material" (1966), que já trazia o germe das idéias de Seth, as quais compõem um verdadeiro sistema filosófico / metafísico, posteriormente desenvolvido através de cerca de vinte volumes, sendo que sete destes foram ditados diretamente por Seth, e dois publicados postumamente por Robert Butts após o falecimento de Jane em 1984. Estes ensinamentos são atualmente conhecidos globalmente como "Material Seth" por seus estudiosos.
" Se você não gosta de seu mundo, então examine suas próprias expectativas sobre ele. Cada pensamento, de um modo ou de outro, é materializado por você. (...) Se vocês não estão satisfeitos com o estado de seu mundo, são vocês que precisam mudar, individual e coletivamente. Esta é a única forma de efetivar uma mudança." (Seth)

O Material Seth possui grande consistência lógica, e sua validação cresce a cada dia, enquanto milhares de pessoas em todo o mundo lêem e aplicam as idéias nele contidas em seu cotidiano e trocam experiências através de grupos de estudo e sites na internet. Os ensinamentos de Seth - que, embora estruturados em um padrão particular a Seth e Jane Roberts, ecoam aspectos do misticismo oriental e da física moderna - destacam-se igualmente por sua extrema originalidade, havendo influenciado, direta ou indiretamente, diversos escritores e filósofos da Nova Era como Richard Bach, Deepak Chopra, Fred Alan Wolf e Norman Friedman, entre outros.

Em seus livros, Seth discorre sobre inúmeros tópicos, abrangendo uma vasta gama de assuntos, desde o exame de experiências fora-do-corpo, vidas passadas e realidades alternativas, passando pelo estudo da natureza do tempo-espaço e da realidade física, e nossa capacidade de entendê-la e, principalmente, modificá-la.

" Você cria a sua própria realidade" é essencialmente o motto do Material Seth - cujo tema central e unificador pode ser denominado "Criação Consciente". Um dos principais postulados da criação consciente é o de que a consciência é primária, o que significa que toda a matéria - nossos cérebros, corpos e toda a realidade física - é criada e mantida por nossas consciências, individual e coletivamente.

Em outras palavras, nós vivemos em um universo consciente, que por definição contém ordens múltiplas de consciência, percepção, e memória que não estão limitadas somente aos seres humanos. Toda a matéria e energia contêm suas próprias e distintas gestaltes de consciência, desde as partículas subatômicas até planetas, galáxias e "Tudo o que Existe" ("All That Is", na expressão utilizada por Seth).

Segundo Seth, a consciência humana é mantida por um "self" original, ou alma, que existe simultaneamente "dentro" e "fora" da realidade física. Então nosso "eu-egóico", ou nosso sentido primário de identidade, sobrevive a morte física e continua a se desenvolver e a crescer em outras estruturas de consciência. O nosso universo físico familiar é somente uma entre infinitas estruturas de consciência. Nossas almas são por natureza multidimensionais, existindo em vários lugares e épocas, constantemente procurando novas experiências criativas.

A Material Seth se encontra em algum lugar entre a ciência e a religião, aproximando-se daquilo que se denomina de Filosofia Perene. Ela inclui aspectos das tradições místicas estabelecidas do Oriente e do Ocidente encontradas em escritos tais como o Tao Te Ching, o Bhagavad-Gita, o Livro Tibetano dos Mortos, a poesia de Rumi, a Cabala, e partes da Bíblia. Essas tradições sempre compreenderam que a experiência mística é a tradução de um estado de consciência transcendente, que não se limita aos 5 sentidos físicos. A principal diferença entre as idéias de Seth e as idéias encontradas na filosofia perene é o contexto cultural moderno e a linguagem atual do primeiro.

O Material Seth enfatiza a importância de termos nossas próprias experiências de expansão da consciência, ao invés de confiarmos cegamente nas experiências e palavras de terceiros. É só através da experiência pessoal que podemos identificar as muitas crenças e sistemas de crenças que abraçamos. Aprendendo como a nossa percepção, desejos, intenções, imaginação, expectativas, e as emoções filtradas pelos nossos sistema de crenças influenciam as nossas criações diariamente, podemos começar a entender as varias maneiras pelas quais nós criamos a nossa própria realidade.

Os ensinamentos de Seth são extremamente úteis no processo de identificar e trabalhar com nossas crenças. Desta forma, Seth nos lembra que somos todos co-criadores. Cada um de nós tem a responsabilidade de buscar respostas com a mente aberta, combinando o lado racional (cético) e o lado intuitivo (imaginativo), na busca de verdades pessoais. O seu rico corpo de trabalho oferece uma importante fundamentação conceitual e instrumentos que qualquer pessoa pode utilizar para explorar a natureza da realidade no contexto de suas próprias experiências.

Infelizmente, não é do nosso conhecimento que qualquer dos livros de Jane Roberts e Seth tenha sido editado em nosso país, apesar dos mesmos haverem vendido milhares de cópias nas décadas de 70 e 80 e continuarem em catálogo nos Estados Unidos, havendo sido traduzidos em diversas línguas. Esperamos que este breve artigo introdutório, e outros que venham a lhe seguir, possam despertar o interesse pelo Material Seth e contribuir para sua difusão.

Por: Silvia Rawicz

Sem comentários:

Caclule seu bioritmo - CLICK

TAROT DA CRUZ - Clik P/JOGAR

DIVULGANDO O LIVRO DE MARIA ALICE CERQUEIRA

Livro: "DOIS JOVENS EM BUSCA DA FELICIDADE " de uma amiga visite seu blog- clique na imagem

Livros grátis para download - todos os géneros

Blog Ebooks Grátis

Reflexão surpresa - clik

Reflexão surpresa - clik
de: SIMONE: Auto-ajuda

Acenda a sua vela

Acenda a sua vela
clik na imagem: