terça-feira, 11 de outubro de 2011

ancorada



ancorada, nas horas que passam, intermináveis

sentindo-me perdida, no tempo que passa

o tempo que sinto irreal, como uma massa permanente carregando para baixo

cada vez mais baixo, fazendo-me tocar a escuridão mais imunda, que reconheço dentro em mim

e fico aguardando,

dando passos largos, mas que percebo, apenas me recuam

neste mar enebriado e tortuoso que sinto a vida minha

e procuro, alvitro, demando,

uma nova chance de retornar ao que sempre fui

alma livre, subtil, e incontornável ...

e apenas, encontro, uma roda, que roda e roda e roda e não me faz sair do que sinto

o que me mata, segundo a segundo, milésimas de segundo,

e o que mais dói

não conseguir reconhecer, o que me mata dentro ....

não há caminhos, reconheço, e a escuridão da noite se faz no dia, de luz

luz que não consigo alcançar, nem quando me olho no espelho, nos meus olhos, luz da alma...

e procuro, e grito, a quem me ouça, mas não me ouve, mais uma chance

de conseguir viver, conviver

comigo mesma ....


ANALUZ


1 comentário:

Luar disse...

Mana


Pelo menos voltaste ao blog.
Tenho saudades tuas.

Beijos mil.

Tarot de OSHO clik

Se gosta de ERVAS e ESPECIARIAS CLIK

Se lhe interessa a NOVA ERA Clik

terça-feira, 11 de outubro de 2011

ancorada



ancorada, nas horas que passam, intermináveis

sentindo-me perdida, no tempo que passa

o tempo que sinto irreal, como uma massa permanente carregando para baixo

cada vez mais baixo, fazendo-me tocar a escuridão mais imunda, que reconheço dentro em mim

e fico aguardando,

dando passos largos, mas que percebo, apenas me recuam

neste mar enebriado e tortuoso que sinto a vida minha

e procuro, alvitro, demando,

uma nova chance de retornar ao que sempre fui

alma livre, subtil, e incontornável ...

e apenas, encontro, uma roda, que roda e roda e roda e não me faz sair do que sinto

o que me mata, segundo a segundo, milésimas de segundo,

e o que mais dói

não conseguir reconhecer, o que me mata dentro ....

não há caminhos, reconheço, e a escuridão da noite se faz no dia, de luz

luz que não consigo alcançar, nem quando me olho no espelho, nos meus olhos, luz da alma...

e procuro, e grito, a quem me ouça, mas não me ouve, mais uma chance

de conseguir viver, conviver

comigo mesma ....


ANALUZ


1 comentário:

Luar disse...

Mana


Pelo menos voltaste ao blog.
Tenho saudades tuas.

Beijos mil.

Caclule seu bioritmo - CLICK

TAROT DA CRUZ - Clik P/JOGAR

DIVULGANDO O LIVRO DE MARIA ALICE CERQUEIRA

Livro: "DOIS JOVENS EM BUSCA DA FELICIDADE " de uma amiga visite seu blog- clique na imagem

Livros grátis para download - todos os géneros

Blog Ebooks Grátis

Reflexão surpresa - clik

Reflexão surpresa - clik
de: SIMONE: Auto-ajuda

Acenda a sua vela

Acenda a sua vela
clik na imagem: