segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ho'oponopono significa "acertar o passo"


A partir do pedido de alguns sentimos a necessidade de criar um ritual de sintonização ou um ato que possa estabelecer em nossa mente uma mudança na qualidade da atenção que nos permita em meio ao cotidiano criar em nós mesmos um espaço de silêncio, de cura, de amor e de positividade.

Cada um de nós está enfrentando certo tipo de desafio nas diferentes áreas da vida, são nossos campos de treino de nossas habilidades mentais e emocionais.

Levar uma maior qualidade de atenção para o cotidiano é fundamental para lidarmos com os nossos desafios. Alguns nos relataram seus desafios:

- problemas de saúde na família
- sobrecarga de trabalho profissional
- competição profissional acirrada
- desemprego
- crises de ansiedade
- problemas de relacionamento

Sabemos que os desafios são provas que a própria Vida nos coloca para nos indicar como estamos agindo, vibrando e manifestando a nossa própria forma de ser no mundo.

Mudar a forma como nos sentimos mudam as nossas vibrações e ações e se por vezes não mudamos a realidade circundante de forma tão rápida como esperamos ainda assim podemos mudar a nós mesmos de forma quase instântanea ao executar práticas que aumentem o nosso nível de atenção sobre nós mesmos e sobre o nosso momento presente.



 
Uma das práticas mais poderosas que conheço para mudar nosso estado interior chama-se Ho'oponopono. Ho'oponopono significa "acertar o passo" ou alinhar-se com a Vida. Esse processo de alinhamento baseia-se em três atitudes interiores:


Amor
Perdão
Gratidão





Amor pelo fato de estarmo vivos. Mesmo o ser humano na condição mais difícil luta por viver porque simplesmente ama a vida. Assim amor é amor pela vida porque a própria vida que temos é resultado de um ato de amor.


Amor para ser amor não precisa ser perfeito. E como não somos pefeitos em nosso amor surge o perdão como ato onde o nosso amor imperfeito perdoa a si mesmo, porque reconhece a imperfeição de nosso amor e busca aperfeiçoá-lo pela compreensão da própria imperfeição.

 

 Essa imperfeição possui a sua beleza, é decorrência de nossa condição humana, que é a condição de aprendizes de deus. Nós somos deuses que erram e aprendem pelo erro, assim perdoamos a nós mesmos porque nos vemos como aprendizes da vida. A vida é extremamente generosa, assim devemos ser generosos com nós mesmos, sem sermos complacentes, e nos abrir para as oportunidades de aprendizado. Aprender a viver é uma benção, pois gera em nós um amor maior pela vida e esse amor maior resulta em gratidão.


Mesmo na situação mais difícil lutamos por viver e a nossa luta é uma outra forma de honrar a vida e demonstrar nossa gratidão ao mistério infinito que nos rodeia.


 

 A dor é um sintoma. Sintoma de algo que devo trabalhar e que me induz a buscar a partir de certas perguntas: por quê? Se a causa não depender de mim nada há a fazer. Mas como tudo no Universo está conectado através da força do amor o que acontece em mim é fruto de uma conexão infindável da vida, numa trama complexa de causas e efeitos. O amor é um círculo perfeito e infinito. Desse círculo que é também a lei suprema, deriva a lei do carma, causa e efeito. O que provoca a dor é a falta de alinhamento com a vida. Por isso Ho'oponopono significa "acertar o passo". É mais fácil acertar o passo pelo Ho'oponopono do que pelo Carma. Podemos ver o Ho'oponopono como um processo de balanceamento. Balancear-se é encontrar o próprio equilíbrio. Encontrar o próprio equilíbrio é um processo de fazer justiça a si mesmo. Sempre pensamos na justiça em relação ao que nos devem ou ao que devemos ao outro, mas quase nunca pensamos naquilo que devemos a nós mesmos e a própria vida. Como podemos ser justos para com a própria vida? Devemos à Ela o que somos. Como iremos pagá-la? Vivendo da melhor maneira possível, da maneira mais sábia, nos alinhando com a Vida. Podemos acertar nosso passo nos alinhando vibratoriamente com a vida através do amor, do perdão e da gratidão. E tudo começa por nós mesmos.

 

 Temos dentro de nós mesmos uma programação mental e emocional que herdamos da cultura e que nos tira do alinhamento com a Vida e que gera doença, miséria e solidão. Sabemos que isso foi feito através da religião, das escolas, da família e da mídia com o objetivo de controle e exploração. Nossa tarefa é nos livrarmos dessa programação implantada. Precisamos desprogramar essa herança mental e emocional que gera o mundo atual tal como o conhecemos: a matrix do ódio, da vingança e da ingratidão. Essa programação se dá em níveis profundos da mente e pede um trabalho contínuo sobre a mente. O Ho'oponopono é um ato simples de desprogramação da negatividade inconsciente através do amor, do perdão e da gratidão.


Esse ato simples começa por dizer silenciosamente, para si mesmo, num momento de seu dia, em estado de relaxamento as seguintes expressões, que são exemplos mais do que modelos:


 



Eu te amo, sinto muito, me perdoa, sou grato.


Repita para si mesmo, sem se tornar mecânico. Coloque atenção, coloque sentimento. Pode ser que você tenha dificuldade em ativar o sentimento. Você pode ativar o sentimento realizando o Ho'oponopono para uma pessoa que você ama muito. Pode ser você mesmo. Pode ser através da consciência de estar vivo e da vitalidade que seu corpo emana. Pode ser através do agradecimento por estar vivo nesse preciso momento. A percepção consciente da vida em você é deus. Perceber e sentir isso nos coloca num estado interior favorável a realização da prática do Ho'oponopono. Um som legal para acompanhar a prática pode ser este:

 A música dura 15 minutos que voam como o vento quando se entra na sintonia, quando você se permite estar consigo mesmo. Para alguns 15 minutos talvez seja muito, cultivem gradualmente o tempo de foco, comecem com pouco e aumentem.
 É recomendável que a prática seja acompanhada pela visualização de uma coluna de luz azul vibrante que vai além dos limites do corpo em todas as direções. Essa visualização pode ser praticada em diferentes momentos do dia.


Se quiserem podem criar um ambiente favorável à pratica dentro de casa, um local silencioso, onde você possa estar sem ser incomodado por um tempo, com incenso rolando durante a prática e um copo d'água para beber após o ritual.
 Exercitem-se na prática. Façam-na para si mesmos, para outras pessoas, para a Terra e para a própria Divindade. Fazer no chuveiro pode ser uma boa idéia. Usem a criatividade e deixem que a prática os conduza.


Fonte: Meditação planetária 

1 comentário:

loreci disse...

adorei este site e bem escrito e as imagens são maravilhosas.
gostaria de receber mensagens por i-mail se possivel
lorecisaner@
hotmail.com

Tarot de OSHO clik

Se gosta de ERVAS e ESPECIARIAS CLIK

Se lhe interessa a NOVA ERA Clik

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ho'oponopono significa "acertar o passo"


A partir do pedido de alguns sentimos a necessidade de criar um ritual de sintonização ou um ato que possa estabelecer em nossa mente uma mudança na qualidade da atenção que nos permita em meio ao cotidiano criar em nós mesmos um espaço de silêncio, de cura, de amor e de positividade.

Cada um de nós está enfrentando certo tipo de desafio nas diferentes áreas da vida, são nossos campos de treino de nossas habilidades mentais e emocionais.

Levar uma maior qualidade de atenção para o cotidiano é fundamental para lidarmos com os nossos desafios. Alguns nos relataram seus desafios:

- problemas de saúde na família
- sobrecarga de trabalho profissional
- competição profissional acirrada
- desemprego
- crises de ansiedade
- problemas de relacionamento

Sabemos que os desafios são provas que a própria Vida nos coloca para nos indicar como estamos agindo, vibrando e manifestando a nossa própria forma de ser no mundo.

Mudar a forma como nos sentimos mudam as nossas vibrações e ações e se por vezes não mudamos a realidade circundante de forma tão rápida como esperamos ainda assim podemos mudar a nós mesmos de forma quase instântanea ao executar práticas que aumentem o nosso nível de atenção sobre nós mesmos e sobre o nosso momento presente.



 
Uma das práticas mais poderosas que conheço para mudar nosso estado interior chama-se Ho'oponopono. Ho'oponopono significa "acertar o passo" ou alinhar-se com a Vida. Esse processo de alinhamento baseia-se em três atitudes interiores:


Amor
Perdão
Gratidão





Amor pelo fato de estarmo vivos. Mesmo o ser humano na condição mais difícil luta por viver porque simplesmente ama a vida. Assim amor é amor pela vida porque a própria vida que temos é resultado de um ato de amor.


Amor para ser amor não precisa ser perfeito. E como não somos pefeitos em nosso amor surge o perdão como ato onde o nosso amor imperfeito perdoa a si mesmo, porque reconhece a imperfeição de nosso amor e busca aperfeiçoá-lo pela compreensão da própria imperfeição.

 

 Essa imperfeição possui a sua beleza, é decorrência de nossa condição humana, que é a condição de aprendizes de deus. Nós somos deuses que erram e aprendem pelo erro, assim perdoamos a nós mesmos porque nos vemos como aprendizes da vida. A vida é extremamente generosa, assim devemos ser generosos com nós mesmos, sem sermos complacentes, e nos abrir para as oportunidades de aprendizado. Aprender a viver é uma benção, pois gera em nós um amor maior pela vida e esse amor maior resulta em gratidão.


Mesmo na situação mais difícil lutamos por viver e a nossa luta é uma outra forma de honrar a vida e demonstrar nossa gratidão ao mistério infinito que nos rodeia.


 

 A dor é um sintoma. Sintoma de algo que devo trabalhar e que me induz a buscar a partir de certas perguntas: por quê? Se a causa não depender de mim nada há a fazer. Mas como tudo no Universo está conectado através da força do amor o que acontece em mim é fruto de uma conexão infindável da vida, numa trama complexa de causas e efeitos. O amor é um círculo perfeito e infinito. Desse círculo que é também a lei suprema, deriva a lei do carma, causa e efeito. O que provoca a dor é a falta de alinhamento com a vida. Por isso Ho'oponopono significa "acertar o passo". É mais fácil acertar o passo pelo Ho'oponopono do que pelo Carma. Podemos ver o Ho'oponopono como um processo de balanceamento. Balancear-se é encontrar o próprio equilíbrio. Encontrar o próprio equilíbrio é um processo de fazer justiça a si mesmo. Sempre pensamos na justiça em relação ao que nos devem ou ao que devemos ao outro, mas quase nunca pensamos naquilo que devemos a nós mesmos e a própria vida. Como podemos ser justos para com a própria vida? Devemos à Ela o que somos. Como iremos pagá-la? Vivendo da melhor maneira possível, da maneira mais sábia, nos alinhando com a Vida. Podemos acertar nosso passo nos alinhando vibratoriamente com a vida através do amor, do perdão e da gratidão. E tudo começa por nós mesmos.

 

 Temos dentro de nós mesmos uma programação mental e emocional que herdamos da cultura e que nos tira do alinhamento com a Vida e que gera doença, miséria e solidão. Sabemos que isso foi feito através da religião, das escolas, da família e da mídia com o objetivo de controle e exploração. Nossa tarefa é nos livrarmos dessa programação implantada. Precisamos desprogramar essa herança mental e emocional que gera o mundo atual tal como o conhecemos: a matrix do ódio, da vingança e da ingratidão. Essa programação se dá em níveis profundos da mente e pede um trabalho contínuo sobre a mente. O Ho'oponopono é um ato simples de desprogramação da negatividade inconsciente através do amor, do perdão e da gratidão.


Esse ato simples começa por dizer silenciosamente, para si mesmo, num momento de seu dia, em estado de relaxamento as seguintes expressões, que são exemplos mais do que modelos:


 



Eu te amo, sinto muito, me perdoa, sou grato.


Repita para si mesmo, sem se tornar mecânico. Coloque atenção, coloque sentimento. Pode ser que você tenha dificuldade em ativar o sentimento. Você pode ativar o sentimento realizando o Ho'oponopono para uma pessoa que você ama muito. Pode ser você mesmo. Pode ser através da consciência de estar vivo e da vitalidade que seu corpo emana. Pode ser através do agradecimento por estar vivo nesse preciso momento. A percepção consciente da vida em você é deus. Perceber e sentir isso nos coloca num estado interior favorável a realização da prática do Ho'oponopono. Um som legal para acompanhar a prática pode ser este:

 A música dura 15 minutos que voam como o vento quando se entra na sintonia, quando você se permite estar consigo mesmo. Para alguns 15 minutos talvez seja muito, cultivem gradualmente o tempo de foco, comecem com pouco e aumentem.
 É recomendável que a prática seja acompanhada pela visualização de uma coluna de luz azul vibrante que vai além dos limites do corpo em todas as direções. Essa visualização pode ser praticada em diferentes momentos do dia.


Se quiserem podem criar um ambiente favorável à pratica dentro de casa, um local silencioso, onde você possa estar sem ser incomodado por um tempo, com incenso rolando durante a prática e um copo d'água para beber após o ritual.
 Exercitem-se na prática. Façam-na para si mesmos, para outras pessoas, para a Terra e para a própria Divindade. Fazer no chuveiro pode ser uma boa idéia. Usem a criatividade e deixem que a prática os conduza.


Fonte: Meditação planetária 

1 comentário:

loreci disse...

adorei este site e bem escrito e as imagens são maravilhosas.
gostaria de receber mensagens por i-mail se possivel
lorecisaner@
hotmail.com

Caclule seu bioritmo - CLICK

TAROT DA CRUZ - Clik P/JOGAR

DIVULGANDO O LIVRO DE MARIA ALICE CERQUEIRA

Livro: "DOIS JOVENS EM BUSCA DA FELICIDADE " de uma amiga visite seu blog- clique na imagem

Livros grátis para download - todos os géneros

Blog Ebooks Grátis

Reflexão surpresa - clik

Reflexão surpresa - clik
de: SIMONE: Auto-ajuda

Acenda a sua vela

Acenda a sua vela
clik na imagem: